facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Anacom obriga operadores a baixar preços ou deixar rescindir contratos sem custos

A Anacom vai obrigar a Meo, Nos, Vodafone e Nowo (a antiga Cabovisão) a deixar terminar sem penalizações milhares de contratos ou, em alternativa, a repor as condições que os seus clientes tinham antes de lhes terem sido aumentados os preços dos serviços de uma forma que o regulador diz ter sido ilegal.

telemoveis

Noticia completa aqui.

in Público | 24-07-2017

 

Relacionado: Lei n.º 15/2016, de 17 de junho

 

Também com interesse
MP abriu 391 acções por acidentes de trabalho mortais em 2012
Acidentes de trabalho estiveram na origem de 19.717 acções instauradas em 2012.
Investimentos acima de 25 milhões com novo regime de contratação pública
"Grandes projectos de investimento" passaram a ter novas regras de contratação para os apoios do Estado. Nova regulamentação abrange projectos mais pequenos de empresas com 75 milhões de facturação.
Inflação de 2016 confirmada. Já há referência para aumentos de prestações
As pensões e restantes pagamentos do Estado vão ser, tal como acontece há muitos anos, revistas pelo valor divulgado hoje pelo INE. Os preços cresceram mais no ano passado do que em 2015.
Remunerações afetadas pela desvalorização do euro vão ser corrigidas
As remunerações e os abonos de alguns trabalhadores vão beneficiar de um fator de correção para compensar o impacto negativo da desvalorização do euro.
Alojamento local de turistas passa a ter regime próprio
O alojamento temporário de pessoas em apartamentos, moradias e estabelecimentos de hospedagem passa a ter um regime jurídico próprio, segundo um decreto-lei hoje publicado.
OTOC quer salvaguardar quem não entrega declarações por culpa do sistema
O bastonário Domingues Azevedo lembrou que o Estado tem de assumir responsabilidades pelo mau desempenho do portal das Finanças e não percebe porque são aplicadas multas quando o sistema não funciona bem.
PJ alerta para burlas e extorsão através de smartphones
Aumentou o crime com recurso a smartphone ligados internet, em que hackers e burlões acedem a dados pessoais.
Consultores fiscais vão ser sujeitos a regras mais apertadas
Bruxelas quer apertar a margem de manobra de consultores, contabilistas, bancos ou advogados quando prestam serviços de planeamento fiscal para ajudar os respectivos clientes a pagar menos impostos.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro