facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Clique e Receba os nossos Destaques no seu Email.

Subscreva a Newsletter e receba os nossos destaques no seu email.

Noticias

Estado perdoa juros e custas a quem pagar dívidas até 20 de Dezembro

dinheiroRegime excepcional de regularização de dívidas prevê perdão de juros e custas para que contribuintes que paguem dívidas ao fisco e à Segurança Social até 20 de Dezembro.

O novo plano extraordinário regularização de dívidas ao fisco e à Segurança Social prevê o pagamento integral das suas dívidas de natureza fiscal e contributiva até a próximo dia 20 de Dezembro, permitindo que empresas e particulares evitem as consequências da falta de cumprimento, nomeadamente penhoras. Os contribuintes que optarem pelo pagamento total das suas dívidas, já detectadas ou auto denunciadas voluntariamente, serão dispensados de pagar juros de mora pelo atraso no pagamento e juros compensatório, ficando ainda dispensados de pagar custas devidas no processo de contra-ordenação. Já ao nível das coimas contarão com reduções substanciais.

O regime extraordinário de regularização de dívidas ao Estado, que foi hoje aprovado em Conselho de Ministros, prevê condições especiais de juros e de custas processuais e redução das coimas para empresas e particulares.

Em causa está o perdão de custas processuais e juros de mora e compensatórios para os contribuintes incumpridores, à semelhança - nestes últimos dois casos - do regime de 2002 criado pela então ministra das Finanças, Manuel Ferreira Leite.

O novo plano é, porém, mais favorável face ao regime excepcional de 2002 ao conceder três dispensas de pagamento: de juros de mora e compensatórios e também de custas processuais (só nos processos administrativos, não abrangendo processos em tribunais), continuando a prever uma redução de coimas. Recorde-se que Ferreira Leite criou um regime que previa a redução de custas a 1% da quantia exequenda para pagamento em conjunto das dívidas fiscais e contributivas, bem como a redução da coima a 10% do mínimo previsto na lei. A estas condições juntava-se ainda a dispensa de pagamento de juros de mora e compensatórios.

Este plano terá efeitos orçamentais já este ano através de arrecadação de receita fiscal extraordinária que ajudará a atingir a meta do défice de 5,5%.

Com este novo regime, o Executivo pretende ainda aliviar o garrote fiscal, evitando penhoras e aliviando a tesouraria das empresa, que asfixia o tecido empresarial e permitir o acesso a fundos comunitários no novo Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) que irá vigorar entre 2014 e 2020, e vai disponibilizar 21 mil milhões de euros dos quais, cerca de quatro mil milhões desses apoios estão previstos para as PME no eixo da competitividade.

in Económico | 03-10-2013 | Lígia Simões

Também com interesse
 Dois terços dos funcionários públicos de
Dois em cada três pensionistas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) que estavam de "baixa" médica em 2012 e tiveram de se apresentar a uma junta médica foram considerados aptos para trabalhar, segundo o Relatório e Contas daquela instituição.
Segurança Social penhora 14 milhões de euros por dia
Segundo noticia hoje o Correio da Manhã, a Segurança Social instaurou no ano passado mais de 374 mil penhoras de bens (contas bancárias, créditos, imóveis, vencimentos).
Governo quer facilitar processos da Autoridade Tributária e Aduaneira
O Governo quer alterar o procedimento e processo tributários para "permitir um conjunto de alterações organizativas da Autoridade Tributária e Aduaneira" que prestem "um melhor serviço ao cidadão".
Quase 700%. Foi quanto aumentou o número de casais desempregados
Pais desempregados, sob a ameaça de retirada da casa pelo banco, aflitos para pagarem as contas, esta é a realidade do seio familiar português. Em dois anos e meio o número de casais desempregados subiu 688%, informa o Jornal de Notícias.
Fisco notifica 60 mil proprietários para pagar o IMI relativo a 2012
De acordo com notícia publicada hoje pelo Diário de Notícias, em causa estão contribuintes que achavam que estavam isentos, incluindo alguns com rendimentos baixos e património imobiliário de valor reduzido,
Penhoras facilitam cobrança de dívidas dos condomínios
Desde Setembro que as novas regras permitem o acesso às contas bancárias dos condóminos, com quotas em atraso, de forma quase imediata, sem ser necessário um despacho de um juiz.
 Cerca de 20% dos concursos para chefias do Estado por abrir
Abertura de concursos para 360 dirigentes superiores tem de estar concluída até final do ano. Ministérios têm de enviar pedidos até Novembro.
Nova lei de publicidade em saúde deixa os utentes mais protegidos
O decreto-lei que regula as práticas de publicidade em saúde, a vigorar a partir de 01 de novembro, vai proteger os interesses dos doentes, utentes e consumidores e garantir que os seus direitos ficam mais bem salvaguardados.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro