facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Perdão fiscal. Regime só compensa para dívidas superiores a 2500 euros

seguranca socialPara valores mais baixos, o fisco já aceita pagamentos a prestações e dispensa todo o trabalho burocrático de aprovação.

Para quem tem dívidas elevadas ao Fisco e à Segurança Social e com verba para regularizar a sua situação, o perdão fiscal concedido pelo governo até dia 20 de Dezembro pode ser visto como uma boa medida. Pelo menos é esta a opinião do fiscalista da Associação de Defesa do Consumidor (Deco), Ernesto Pinto.

in ionline | 11-11-2013 | Sónia Peres Pinto

http://www.ionline.pt/artigos/dinheiro-financas-pessoais/perdao-fiscal-regime-so-compensa-dividas-superiores-2500-euros

Também com interesse
Crédito à habitação para pessoas deficientes deixa de exigir seguros
As condições de acesso a crédito bonificado à habitação para pessoas com deficiência vão ser alteradas, deixando de ser obrigatória a contratação de seguro e passando todos os bancos a serem obrigados a conceder este tipo de crédito.
Agora pode aceder às informações da ADSE através de uma “app”
Através da aplicação MyADSE os beneficiários do serviço vão poder aceder mais facilmente às suas informações, receber alertas, efetuar pedidos de documentos, entre outras funcionalidades.
Juiz conselheiro João Manuel da Silva Miguel à frente do CEJ
O juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça João Manuel da Silva Miguel vai ser o novo diretor do Centro de Estudos Judiciários (CEJ).
1/4 de cidadãos nomeados juízes faltam a julgamentos
Estado cortou nas ajudas de custo aos cidadãos que são chamados a ajudar magistrados judiciais a decidir destino de menores.
Subsídio social das rendas pronto para entrar vigor no fim de 2017
O ministro do Ambiente garantiu esta quarta-feira no Parlamento que o subsídio de arrendamento para o fim do período transitório será apresentado em breve e estará pronto para entrar em vigor no final de 2017. No en
Ordem dos Advogados vigia casos de crianças retiradas às famílias
Denúncias levam à criação de grupo para "monitorização". Retiradas de menores aos pais deviam ser fiscalizadas por juristas.
Juízes querem poder limitar número de testemunhas
Conselho Superior admite que as leis, tal como estão, consomem "energia e tempo" e querem tornar a Justiça mais rápida.
Finanças suspeitam que serviços usaram 472 milhões de euros ilegalmente
Lei dos Compromissos continua a dar problemas. Ministério Público já recebeu quatro queixas.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro