facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Finanças suspeitam que serviços usaram 472 milhões de euros ilegalmente

admin publicaLei dos Compromissos continua a dar problemas. Ministério Público já recebeu quatro queixas.

A Inspecção Geral de Finanças (IGF) suspeita que a Lei dos Compromissos tenha sido violada em 472 milhões de euros. No seguimento de várias auditorias aos serviços públicos, foram apresentadas quatro participações ao Ministério Público. Se a violação da lei se confirmar, os responsáveis podem ser obrigados a repor os montantes em causa do seu próprio bolso, ou ser sujeitos a multas.

Ao longo do ano passado, a IGF fez 24 auditorias para verificar o cumprimento da Lei dos Compromissos, esclareceu fonte oficial do Ministério das Finanças ao Diário Económico. O objectivo desta lei, que se aplica à administração central do Estado, à administração local e a todas as entidades públicas cujas contas entram no apuramento do défice, é impedir que os serviços gastem mais do que o previsto e acumulem, dessa forma, pagamentos em atraso. O problema é que a lei não tem sido fácil de cumprir.

in Económico | 18-02-2013 | Margarida Peixoto

Também com interesse
 IRS/Anexo SS: Multa até 250 euros para quem não entregar documento
Os contribuintes independentes estão obrigados a entregar o anexo sob pena de multa. O ministério da Segurança Social diz que a medida não é nova.
Provedor de Justiça abriu 8.200 processos com base em queixas de cidadãos
O Provedor de Justiça, José de Faria Costa, disse hoje, no Funchal, ter aberto este ano 8.200 processos na sequência de queixas de cidadãos, um número que considera "elevadíssimo".
Justiça. Menos processos pendentes e menos reclusos
Há menos processos pendentes nos tribunais judiciais portugueses e também menos reclusos. Mas há quem defenda que os números estão maquilhados e que continuam a existir muitos presos em Portugal.
Governo aprova proposta de descentralização para as autarquias
O Conselho de Ministros aprovou hoje a descentralização de competências para as autarquias e entidades intermunicipais, que vão passar a gerir áreas como a educação, saúde, ação soc
Provedor de Justiça recomenda às Finanças que reveja declarações de IRS de casais em união de facto
O provedor de Justiça recomendou às Finanças que faça a revisão das liquidações de IRS dos casais em união de facto, que foram impedidos de entregar a declaração de rendimentos em conjunto, tal como se fossem casados.
TC chumba participação do Governo nos acordos colectivos das 35 horas nas autarquias
O acórdão do Tribunal Constitucional, publicado nesta quinta-feira, dá razão ao pedido feito pelo Provedor de Justiça em Dezembro do ano passado, após queixa dos sindicatos.
Governo promete menorizar impacto da aposentação de 400 funcionários judiciais
O Governo está a estudar "ajustamentos de quadros", garantindo que está a tentar menorizar o impacto da aposentação até ao final do ano de 400 funcionários judiciais, indicou nesta segunda-feira a secret&aa
Governo quer cobrar 100 euros aos administradores de insolvência por cada processo que acompanham
O Ministério da Justiça propôs aos administradores de insolvência que paguem 100 euros por cada processo que acompanham. A “taxa” seria retroactiva, aplicando-se também sobre os cerca de 20 mil processos pendentes, o que significaria uma des

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro