facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Animais devem deixar de ser "coisas" no Código Civil

van dunem

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, defendeu hoje a mudança da qualificação jurídica dos animais, considerados "coisas" no Código Civil de Lisboa, para uma definição intermédia "entre a coisa e o ser humano".

Noticia completa aqui.

in Diário de Noticias | 12-04-2016

Também com interesse
APAV apoiou 9.347 vítimas de crimes e outras formas de violência em 2016
Todos os dias, em média, 14 mulheres, três idosos, duas crianças e dois homens são vítimas de crime, segundo dados relativos a 2016, divulgados esta segunda-feira pela APAV.
 Salários em atraso em 480 empresas no primeiro semestre
Empresas devem 1,8 milhões aos trabalhadores, um valor três vezes menor que o registado no mesmo período do ano passado.
Parlamento aprova 'regra de ouro'
Parlamento aprova sétima alteração à lei de enquadramento orçamental, que impõe a obrigação de alcançar um défice estrutural equilibrado.
Secretarias dos tribunais à beira da
Sindicato dos Funcionários Judiciais preocupado com “défice enorme de lugares de chefia”.
Fisco volta a notificar contribuintes para pagar IUC
As notificações serão enviadas até ao final do ano e referem-se ao antigo selo do carro em falta no período de 2009 a 2012.
Governo deve decidir se dá condições à Justiça ou aposta no 'low cost'
O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) defendeu hoje que o Governo tem de decidir se quer dar condições à Justiça no próximo Orçamento do Estado ou se pretende
Primeira alteração ao novo mapa judiciário em debate esta quarta-feira
O diploma com as primeiras alterações ao novo mapa judiciário, destinado a aproximar a justiça dos cidadãos, é apresentado na quarta-feira no parlamento pela ministra da Justiça, que pretende por as
Auditoria deteta 113 casos de acumulação irregular de salário com pensão no Estado
Inspeção-Geral de Finanças detetou 113 casos de acumulação irregular de reformas com salário no Estado, que levaram ao pagamento indevido de 900 mil euros.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro