facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Alterações no CEJ reforçam avaliação de magistrados

paulateixeiracruzA ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, disse hoje que a proposta de lei que reformula o regime de funcionamento do Centro de Estudos Judiciários (CEJ) vai "introduzir critérios de maior rigor na avaliação de magistrados judiciais".

"Estamos a falar do reforço do sistema judicial", disse aos jornalistas a ministra da Justiça após ter apresentado, em plenário, a proposta de lei que reformula o regime de funcionamento do CEJ e o modelo de ingresso nas magistraturas.

Destacando os pareceres favoráveis das magistraturas à proposta do Governo, Paula Teixeira da Cruz adiantou que o diploma vai "reforçar os critérios de avaliação dos magistrados, contribuindo assim para o prestígio das magistraturas".

No debate, os partidos da oposição levantaram dúvidas ao diploma do Governo, considerando tratar-se de uma intervenção jurídica.

A ministra da Justiça respondeu que "há cirurgias que evitam a morte", acrescentando que "esta é uma delas e não é tão cirúrgica quanto isso".

"Penso que terá havido ali alguma leitura um pouco apressada, porque todos os pareceres são favoráveis", adiantou.

O diploma aprova um conjunto de alterações que procuram melhorar o sistema de recrutamento e formação dos magistrados, revitalizando o CEJ como entidade vocacionada para a formação dos diferentes operadores de justiça

A proposta uniformiza os tempos formativos das vias académicas e profissional, evitando, assim, a disparidade nos momentos de ingresso como magistrados nas respetivas carreiras entre auditores dos mesmos cursos de formação, que tem reflexos na antiguidade e é geradora de sentimentos de injustiça.

O diploma aprova, ainda, alterações que visam estabelecer um modelo de avaliação global, que não se limita à avaliação contínua e que implica uma responsabilização coletiva pela atribuição das classificações, o qual se projeta tanto no 1º como no 2º ciclos.

O novo modelo de avaliação introduz a menção a aspetos essenciais para aferir da aptidão para o exercício das funções de magistrado como a honestidade intelectual, a urbanidade, a atuação conforme à ética e deontologia profissional.

Na proposta elimina-se a possibilidade da realização de estágios de curta duração, por se revelar desaconselhável a inserção de estágios numa fase em que já há exercício efetivo de funções, com responsabilidades próprias no cumprimento do agendamento de diligências.

in Noticias ao Minuto | 22-05-2013

Também com interesse
Dez queixas por dia por maus-tratos a animais
Um ano após a entrada em vigor da lei que criminalizou os maus-tratos e o abandono de animais de companhia, os números são elucidativos, com a GNR e a PSP a receberem cerca de 10 denúncias por dia, num total de 3604, entre
Ministra da Justiça diz que tribunais administrativos e fiscais não deviam estar juntos
Paula Teixeira da Cruz, ministra da Justiça, considerou que a reforma do Estado deve repensar a organização dos tribunais, já que, no seu entender, os tribunais administrativos e fiscais não devem estar juntos. A proposta de alteração ao Códi
Ministra da Justiça acolhe “muito bem” indexação das remunerações da PJ às das magistraturas
A ministra da Justiça acolhe "muito bem" a ideia de indexação das remunerações dos funcionários da Judiciária às dos magistrados. Mas, sublinhou, "indexação não é equiparação" a nível remuneratório.
Presos recusam sair em liberdade por causa da crise
Em boa parte dos casos a recusa de sair da prisão é culpada crise em que o país está mergulhado. Mas existem outros motivos para um preso recusar a liberdade.
É necessário ultrapassar arrogância e falta de humildade das magistraturas, diz PGR
A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, assumiu hoje "a necessidade de ultrapassar a arrogância, falta de humildade e falta de conhecimento dos outros por parte das magistraturas", considerando "preparação e participação" fundame
Magistrados têm novos líderes sindicais
Maria José Costeira e António Ventinhas foram eleitos este fim-de-semana presidentes, respectivamente, da Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) e do Sindicato dos Magistrados do Ministério P&uacut
Governo dá tolerância de ponto aos funcionários públicos no Carnaval
Na próxima terça-feira, dia de Carnaval, os funcionários públicos não trabalham. O Governo prepara-se para aprovar nesta quinta-feira em Conselho de Ministros um despacho a dar tolerância de ponto aos trabal
Crédito ao consumo subiu 10,8% em fevereiro para 354 milhões de euros
Crédito automóvel voltou a liderar em fevereiro os novos contratos de crédito concedidos, tal como aconteceu no primeiro mês do ano.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro