facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Secretarias dos tribunais à beira da "ingovernabilidade"

justicaSindicato dos Funcionários Judiciais preocupado com “défice enorme de lugares de chefia”.

As secretarias dos tribunais estão à beira da “ingovernabilidade”, alerta o Sindicato dos Funcionários Judiciais, numa altura em que decorre um concurso para recrutar administradores judiciais, uma figura criada com o novo mapa judiciário e que promete deixar muitas secretarias esvaziadas e sem chefias.

O Governo quer colocar o novo mapa judiciário no terreno  já no próximo ano e, com ele, as novas comarcas e a nova organização dos tribunais, que conta com a nova figura dos administradores judiciais.

O concurso está aberto. Há já 50 seleccionados e, a curto prazo, desenha-se o esvaziamento das secretarias dos tribunais.

Fernando Jorge, do Sindicato dos Funcionários Judiciais, explica que há muitos chefes a concorrer e à vista estão secretarias “desfalcadas”.

O Sindicato diz que o recrutamento dos administradore,s que vão ser o 'braço direito' do juiz presidente na gestão dos tribunais e das novas comarcas, vai afundar o défice de funcionários nas secretarias.

“Há mais de 10 anos que não há cursos para secretários e há mais de sete anos que não cursos para escrivães, ou seja, temos um défice enorme de lugares de chefia e sabemos que isso é muito muito prejudicial para o funcionamento das secretarias. Agora, ainda vamos ficar desfalcados de mais alguns. Está a criar-se uma situação de quase impossibilidade de governação das secretarias dos tribunais, de completa ingovernabilidade das secretarias, o que é muito grave”, adverte Fernando Jorge.

in RRenascença | 08-10-2013 | Liliana Monteiro

Também com interesse
Indemnizações por despedimento ilícito não vão ter cortes
Mota Soares terá argumentado que tal medida não era necessária à economia, que não teria impacto económico e que, do ponto de vista social, iria dar um sinal errado.
Paridade mais do que cumprida na esmagadora maioria das listas
Os principais partidos ultrapassaram o mínimo de candidatas nas suas listas exigido pela Lei da Paridade, tendo PS, PCP e BE listas totalmente paritárias, ao passo que PSD/CDS-PP cumprem com 37% dos lugares atribuídos a mulheres.
Provedoria de Justiça está
O provedor de Justiça, José de Faria Costa, garantiu hoje que a instituição por si dirigida está "atenta aos sinais dos tempos", e que, "no horizonte", surge como desafio a defesa dos direitos humanos e das pessoas
IEFP envia oito denúncias relacionadas com estágios profissionais para o Ministério Público
Concluída a auditoria a propósito das alegadas fraudes nos estágios profissionais, o IEFP enviou oito denúncias para o Ministério Público, noticia a TSF.
Estado lança novo produto de poupança para o retalho
Os novos certificados do tesouro têm juros crescentes até 5% no quinto ano e um investimento mínimo de mil euros.
 PSD e CDS avançam com perdão fiscal de multas de portagens
Os partidos da maioria, PSD e CDS-PP, vão avançar com uma proposta de perdão fiscal para as dívidas dos automobilistas nas portagens. Em causa estão as dívidas que estão em execução fisca
Bancos ameaçados com corte até 60% no valor dos imóveis
O Banco de Portugal ameaça reduzir entre 15% e 60% o valor dos imóveis em carteira nos bancos caso estes não procedam a uma reavaliação do valor desses imóveis.
Observatório defende penas alternativas à prisão
"Manifesto para uma nova cultura prisional” é apresentado no sábado, no ISCTE, em Lisboa. Apela à aposta em medidas semelhantes às comissões para a dissuasão da toxicodependência e aos programas

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro