facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

É necessário ultrapassar arrogância e falta de humildade das magistraturas, diz PGR

joana marques vidalA procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, assumiu hoje "a necessidade de ultrapassar a arrogância, falta de humildade e falta de conhecimento dos outros por parte das magistraturas", considerando "preparação e participação" fundamentais sempre que haja alterações legislativas.

Joana Marques Vidal discursava na sessão de encerramento do congresso "As alterações de 2013 aos códigos penal e de processo penal: Uma reforma cirúrgica'?", que hoje decorreu na Faculdade de Direito da Universidade do Porto (FDUP), onde falou de alterações legislativas mas sublinhou não se pronunciar sobre as últimas reformas que decorreram.

"Assumiria a necessidade de ultrapassar a arrogância, a falta de humildade e a falta de conhecimento dos outros por parte das magistraturas e acho que neste esforço comum conseguiremos com certeza encontrar caminhos para a paz e num futuro do respeito dos direitos humanos sem nos esquecermos do fundamental: da essência do ser humano", disse, referindo-se ao discurso do diretor da FDUP, que "falou da arrogância, da falta de humildade e da falta de aceitação do outro dos académicos".

Na opinião da PGR é necessário que "as reformas e as alterações legislativas sejam consequência de verdadeiras necessidades de alteração".

"É importante que à volta das reformas propostas haja profundos e claros debates. Que no processo de elaboração das alterações legislativas, haja uma participação ativa e constante, e com claro debate de ideias, sobre essas mesmas reformas", defendeu.

De acordo com Joana Marques Vidal, e seguindo aquilo que já havia sido dito na sessão de encerramento, "muitas vezes as reformas fazem-se por motivos que não seriam os mais estimáveis e fazem-se muitas vezes a correr e em cima do joelho".

"Que nessas reformas, se tente sempre fazer uma clara avaliação de quais são os custos orçamentais que as reformas vão implicar e de quais são as consequências de alterações práticas, desde as respetivas estruturas que permitam que essas reformas sejam postas em prática", observou.

A PGR apelou ainda às instituições "para que sempre que haja alterações legislativas, além de toda essa preparação e participação na sua fase de elaboração, haja também uma preparação para a sua aplicação".

in ionline | 18-06-2013

Também com interesse
Provedor de Justiça sugere alterações ao Código Contributivo para trabalhadores independentes
Em 2012 o provedor recebeu 143 queixas, a maioria a partir de Maio. Até meados de Abril deste ano o número estava na 76 reclamações.
Governo lança Kit para explicar direitos e deveres aos refugiados
Com o objetivo de “dar as boas-vindas e apoiar os cidadãos requerentes de asilo no primeiro contacto” com o país, será lançado amanhã o Kit de Acolhimento a Refugiados.
Cavaco promulga orçamento retificativo, reposição salarial, IRS e salário mínimo
O presidente da República promulgou esta quarta-feira os diplomas que adiam para 2016 algumas normas do Orçamento do Estado para 2015, bem como o Orçamento Retificativo, apresentado na sequência do resgate ao Banif.
Famílias poderão entregar benefício fiscal do IVA a IPSS já este ano
A alteração ao Estatuto dos Benefícios Fiscais foi publicada esta segunda-feira em Diário da República e tem efeitos retroactivos a 1 de Janeiro de 2013.
Governo permite aos bancos converter impostos diferidos em créditos fiscais
A decisão há muito aguardada pela banca foi hoje tomada em Conselho de Ministros. Os bancos que quiserem beneficiar do novo regime terão de reforçar o seu capital através de instrumentos que permitam a conversão dos créditos fiscais em capital
Videovigilância em casos de violência doméstica aumentou
A secretária de Estado da Igualdade anunciou hoje que a utilização do sistema de videovigilância para os agressores e de teleassistência para as vítimas de violência tem aumentado, registando-se um crescimento de cerca de 30% na aplicação de
 60% dos alunos queixam-se de violência na escola
Barómetro da Associação dos Empresários pela Inclusão Social (EPIS) envolveu mais de 23 mil alunos e dezenas de escolas do terceiro ciclo, de Norte a Sul do país.
Conselho de Ministros aprova Certidão Judicial Eletrónica
O Conselho de Ministros aprovou o decreto-lei sobre a Certidão Judicial Eletrónica, a ampliação do acesso do Registo Criminal Online e o alargamento do número de Classificações de Atividade Econó

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro