facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Prova para contratados obrigatória a partir de 2014

escolaCrato exige 14 valores na prova de acesso à profissão para os contratados, a partir de Janeiro de 2014.

Todos os professores contratados vão ter de passar a realizar uma prova de acesso à carreira, a partir de Janeiro de 2014. Além disso, só os professores com mais de 14 valores na prova são considerados como aptos e podem dar aulas.

Estas são duas das regras que vêm inscritas nos diplomas enviados pelo Ministério da Educação aos sindicatos, hoje ao final da tarde, e que vão ser alvo de negociação na próxima sexta-feira.  

Os professores com dez ou mais anos de serviço e que tenham uma nota inferior a 14 valores na prova "podem repeti-la uma única vez na edição seguinte" e "sem prejuízo da admissão" no concurso que se segue à data de realização da primeira prova. No caso dos professores com menos de dez anos de serviço e que não fiquem aptos para dar aulas, só poderão realizar a prova no ano seguinte.  

A futura prova de Avaliação de Conhecimentos, Capacidades e Competências vai ter uma "componente específica, relacionada directamente com o nível de ensino e área disciplinar ou grupo de recrutamento do candidato, e uma componente comum", explicou o ministério em comunicado. A duração do teste, que vai ser desenhado pelo IAVE, será de 120 minutos com data a fixar através de um despacho da tutela.     

Recorde-se que a implementação da prova de acesso à carreira foi uma das primeiras medidas anunciadas por Nuno Crato quando assumiu o cargo de ministro e que está "prevista desde 2007 na legislação em vigor", refere o Ministério da Educação.

in Económico | 23-07-2013 | Ana Petronilho

Também com interesse
Governo desdramatiza chumbo do banco de terras e vai concentrar-se no cadastro
O Governo desdramatizou, esta quinta-feira, as consequências políticas do chumbo no parlamento do diploma para a criação do banco de terras no âmbito da reforma da floresta, adiantando que irá concentrar-se no
Procuradores criticam ministra da Justiça por ainda não ter apresentado novos Estatutos
O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), liderado pelo procurador António Ventinhas, diz que o silêncio da ministra da Justiça sobre os novos Estatutos dos Magistrados judiciais e do Ministéri
Portugal não aplica na totalidade diretiva que protege direitos dos passageiros
Apenas quatro Estados-membros implementaram completamente a diretiva que protege os direitos dos passageiros de comboios, disse hoje a Comissão Europeia, com Portugal entre os países que ainda não aplicam totalmente, situaç
Assunção Esteves promove reforma para melhorar leis
O Parlamento inicia na próxima semana um projeto de "consolidação de leis" promovido pela presidente da Assembleia da República, que espera que a reforma melhore o acesso dos cidadãos à Justiça e a qualidade legislativa.
Bancos obrigados a enviar extrato regular de créditos
Os bancos estão obrigados a partir de quarta-feira a enviar regularmente aos seus clientes os extratos dos contratos de cartões de crédito, crédito pessoal e crédito automóvel, anunciou hoje o Banco de Portug
Lei que facilita conversão de trabalho precário entra em vigor em Agosto
A lei que alarga os mecanismos de protecção contra a precariedade a todas as formas de trabalho não declarado, com os falsos estágios ou o falso voluntariado, foi publicada nesta segunda-feira, em Diário da Rep&uacu
Cibersegurança lançou alerta para administração pública
Autoridades pedem a funcionários que hoje não abram e-mails desconhecidos para evitar bloqueio de computadores.
 Alterações à lei da adoção devem ser apresentadas «muito em breve»
O primeiro-ministro afirmou hoje que o tempo que demoram os processos de adoção em Portugal não é o ideal para as crianças, acrescentando que deverão ser apresentadas «muito em breve» as alterações ao quadro legal da adoção e também ao r

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro