facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Pagar para reclamar custas judiciais é inconstitucional

O Tribunal Constitucional acaba de declarar inconstitucional uma norma que obriga quem queira reclamar das chamadas “custas de parte” a, previamente, depositar junto do tribunal o total do valor pedido. Estava em causa o direito do acesso à justiça, consideraram os magistrados.

justica

Noticia completa aqui.

in Jornal de Negócios | 23-07-2017

 

Consulte o Acórdão aqui: Acórdão do Tribunal Constitucional n.º 280/2017, de 03 de julho

 

Também com interesse
Novas regras dos estágios e apoios ao emprego publicadas “em breve”
O ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva, garantiu nesta segunda-feira que o Governo está a “ultimar” o novo desenho das políticas activas de emprego e prevê que as novas regras dos est&aacu
Finanças detectam problemas no cálculo do perdão fiscal
Em causa estão problemas no sistema informático que calcula do valor da coima.Contribuintes têm de se dirigir às repartições de Finanças para regularizar a situação.
 Número de casos de alienação parental está a aumentar
Não se sabe ao certo quantos casos existem em Portugal, mas há dados que apontam para um aumento do fenómeno em que um dos progenitores condiciona ou impede o relacionamento dos filhos com o outro cônjuge.
Governo aprovou revisão da lei das fundações
Lei foi mudada há três anos e revista esta quinta-feira. Reconhecimento das fundações privadas vai ser mais fácil.
OCDE: Tribunais demoram em média 547 dias a resolver litígios comerciais
O licenciamento demorado e a ineficiência do sistema de justiça, de que é exemplo o prazo médio de 547 dias para resolver litígios comerciais, continuam a debilitar o ambiente de negócios em Portugal, segundo um estudo da OCDE.
Multas por falta de limpeza das matas geram receitas de quase 150 mil euros em oito meses
PSP e a GNR multaram 1.896 proprietários por falta de limpeza de terrenos florestais, entre maio e janeiro, que resultou numa receita de 149.040 euros.
Justiça gastou 1,1 milhão em sistema que não utilizou
O Ministério da Justiça pagou 1,1 milhões de euros por uma ferramenta informática de gestão dos inquéritos-crime do Ministério Público (MP) que acabou por não ser instalada, apesar de ter sido ensaiada durante um mês.
Mais de 60% dos créditos sem pagamentos de janeiro a março
Mais de 60 por cento dos processos instaurados nos tribunais judiciais de primeira instância para recuperação de créditos ficaram sem pagamentos de janeiro a março deste ano, segundo a Direção-Geral da Política da Justiça (DGPJ).

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro