facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

O que o Parlamento aprovou este ano e que mexeu com a sua vida. E o que aí vem em agosto

O Parlamento foi para férias depois de mais um ano de produção de leis, algumas delas com impacto direto quase certo na sua vida. Veja aqui a recolha feita pelo Observador.

leis

Noticia completa aqui.

in Observador | 30-07-2017

 

Também com interesse
Segurança Social continua a complicar descontos aos recibos verdes
É a segunda vez num curto espaço de tempo que o Provedor de Justiça intervém junto da presidente do ISS, Mariana Ribeiro Ferreira para tentar desbloquear a situação de recibos verdes que querem descontar menos mas não conseguem. Lei existe há
Novos estatutos revolucionam organização interna na Ordem dos Advogados
Proposta do Conselho Geral, presidido por Marinho e Pinto, avança com extinção dos conselhos distritais e delegações.
Entidades empregadoras proibidas de controlar Facebook e emails de funcionários
Comissão Nacional de Protecção de Dados defende que não é lógico que se proiba a utilização de telefone e telmóveis.
PR promulga diplomas sobre recuperação de empresas
O Presidente da República promulgou esta quarta-feira vários diplomas, entre os quais o que altera o código das sociedades e o código da insolvência e da recuperação de empresas e outro que cria medidas
Professores Contratados contra pagamento 'absurdo' de taxas
A Associação Nacional dos Professores Contratados (ANVPC) insurgiu-se hoje contra o pagamento de taxas para a inscrição na avaliação dos professores contratados, imposto pelo Governo, considerando "um absurdo".
Governo integra 14,5 mil novos contribuintes na lista de devedores à Segurança Social
A terceira fase do Plano de Combate à Fraude e Evasão Contributiva e Prestacional terminou no final de 2016.
Perto de 700 pessoas mudaram de nome em 2016
Maior parte dos casos foi para tirar ou acrescentar apelidos, mas também há quem altere o nome próprio.
Estado deixa de poder pôr travão a providências cautelares
O Estado vai deixar de poder travar automaticamente as providências cautelares colocadas às suas medidas. O objetivo é diminuir o número de recursos apresentados aos juízes, refere o Diário Económico.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro