facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Saúde: Definidas punições legais para quem trabalha sem habilitações

medicos

O Governo vai aprovar hoje uma proposta de lei que define e regula o ato em saúde e define as consequências legais para quem pratique estes atos sem a devida habilitação.

Noticia completa aqui.

in Noticias ao Minuto | 15-09-2016

Também com interesse
Pedidos de atribuição de tarifa social negados a centenas de clientes
Cidadãos em situação de elegibilidade para a tarifa social de electricidade e gás natural estão a ser barrados neste acesso pelos fornecedores. O alerta foi feito pela Associação Portuguesa de Direito
 Instituto de Apoio à Criança lamenta entraves à adopção
Portugal é um dos países da Europa Ocidental com menor taxa de acolhimento familiar de crianças e jovens em risco.
Ministros pedem a Passos Coelho para não continuarem no Governo
Paula Teixeira da Cruz e Paulo Macedo terão alegado cansaço para deixarem o Governo. Miguel Relvas pode sair.
Vítor Gaspar “bloqueia” bolsa de terras
Em entrevista ao programa “Terça à Noite” da Renascença, o presidente da CAP defende ainda que são os lóbis que impedem o preço da energia de baixar e diz ainda que Passos Coelho tem desprezado o trabalho com os parceiros sociais.
Transferências de magistrados do Ministério Público leva sindicato ao Provedor de Justiça
O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público é recebido pelo Provedor de Justiça após solicitar a inconstitucionalidade da norma que permite que um procurador seja transferido para outro serviço.
Adiadas eleições na Ordem dos Advogados
A Ordem dos Advogados não recebeu nenhuma lista para o Conselho Deontológico da Madeira, o que vai obrigar a um adiamento das eleições.
Governo bate recorde em gastos com escritórios de advogados
Os cortes nas despesas do Estado não são para todos. Ou melhor, não são em todas as rubricas. Há pelo menos uma em que as despesas não só não estão a diminuir como até têm vindo a aumentar.
Chefias podem escolher funcionários a dispensar
Quem não aceitar a rescisão por mútuo acordo no Estado, poderá ser colocado na situação de mobilidade especial.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro