facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Saúde: Definidas punições legais para quem trabalha sem habilitações

medicos

O Governo vai aprovar hoje uma proposta de lei que define e regula o ato em saúde e define as consequências legais para quem pratique estes atos sem a devida habilitação.

Noticia completa aqui.

in Noticias ao Minuto | 15-09-2016

Também com interesse
Prestar informação enganosa a clientes na banca vai dar prisão
São consideradas enganosas as informações que demonstrem situações vantajosas sem correspondência na realidade, ou que omitam factos desfavoráveis que deveriam ser revelados, segundo o diploma.
Apenas um julgamento feito nos vinte tribunais reabertos
Há precisamente 22 dias que 20 tribunais - espalhados por doze distritos do país - foram reabertos pela ministra da Justiça, Francisca van Dunem.
Supremo condena BPI num caso em que empresa foi vítima de ataque informático
Acórdão defende que riscos de burla dos sistemas informáticos de homebanking têm de correr por conta dos bancos.
Estado inicia hoje sessões de esclarecimento sobre rescisões na Função Pública
As primeiras sessões de esclarecimento sobre o programa de rescisões por mútuo acordo na Função Pública realizam-se hoje em Lisboa e em Setúbal.
Código da Estrada. Multas cobradas até outubro já superam previsão para todo o ano
O Estado encaixou 76,2 milhões de euros com multas do código da estrada entre Janeiro e Outubro de 2015, um valor que representa um crescimento de 38,8% face ao mesmo período de 2014, segundo dados esta quarta-feira divulgados pe
Fisco detecta mais de 5000 casos de empresas e singulares que não registavam facturas
Empresas e particulares deverão ser notificados esta semana pelas Finanças, seguindo-se os casos em que houve incumprimento parcial.
Empresas de trabalho temporário contra novas regras aprovadas no Parlamento
A associação do sector, a APESPE, contesta o alargamento da responsabilidade das empresas que recorram a trabalho temporário quando os salários não sejam pagos. Gerentes também podem ser responsabilizados.
Pais já podem assistir a cesarianas em todos os hospitais do SNS
Os acompanhantes — pais ou qualquer “pessoa significativa” — já podem assistir aos nascimentos de crianças, mesmo em caso de cesarianas, em todos os hospitais públicos. O despacho que o autoriza, assinad

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro