facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Bastonário diz que alterações ao código devem ser “micro”

A apenas dois meses de completar quatro anos desde que entrou em vigor, o novo Código de Processo Civil, aprovado em anexo à Lei n.º 41/2013, de 26 de junho, continua a ser objeto privilegiado de debate, face às mudanças que dele advieram.

guilherme figueiredo

Noticia completa aqui.

in Jornal Económico | 24-07-2017

 

Relacionado: Código de Processo Civil - 2013 - Lei n.º 41/2013, de 26 de junho

 

Também com interesse
Segurança Social Direta 'inova' para facilitar interação
O portal 'online' da Segurança Social com duas novas funcionalidades que vão permitir maiores facilidades na interação com as entidades empregadoras, de modo a tornar o sistema mais eficaz, rápido e com menores cu
Presos recusam sair em liberdade por causa da crise
Em boa parte dos casos a recusa de sair da prisão é culpada crise em que o país está mergulhado. Mas existem outros motivos para um preso recusar a liberdade.
Publicado novo regime de alojamento local nos Açores que prevê hostels
O novo regime do alojamento local nos Açores foi hoje publicado em Jornal Oficial, apresentando como principal novidade a previsão de "hostels", informou o Governo Regional.
Professores que ficaram aprovados na PACC não fazem a prova este ano
O diploma que define as regras da PACC estabelece que os candidatos que ficam aprovados na prova só têm de a realizar novamente passados cinco anos.
Casos de rapto parental aumentaram 50% em 2012, revela Associação
A presidente da Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas (APCD) afirmou hoje que os casos de rapto parental aumentaram cerca de 50% em 2012, considerando a situação preocupante por não existirem mecanismos suficientemente céleres para a
Portugal tem dois meses para aplicar direitos dos passageiros ferroviários
A Comissão Europeia deu hoje um prazo de dois meses a Portugal para aplicar plenamente a legislação comunitária sobre direitos dos passageiros ferroviários, ameaçando recorrer ao Tribunal de Justiça caso tal não suceda.
Multas de trânsito já renderam 56,2 milhões ao Estado
O Estado cobrou 56,2 milhões de euros nos primeiros sete meses de 2015 em multas por violação ao Código da Estrada, informa o Diário Económico. Este montante equivale a 85,7% do objetivo fixado para 2015. No
Presidente do Supremo critica poder dos tribunais internacionais
Henriques Gaspar considerou que, por exemplo, os tribunais europeus estão a funcionar como uma quarta instância de recurso.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro