facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Número de crianças e jovens em acolhimento baixou 33% nos últimos 10 anos

O número de crianças e jovens em casas de acolhimento baixou 33% nos últimos dez anos, passando de 12.245 em 2006 para 8175 no ano passado, revela um relatório do Instituto da Segurança Social divulgado esta sexta-feira.

criancas

Noticia completa aqui.

in Expresso | 28-07-2017

 

Também com interesse
Contribuintes vão ter de validar faturas de saúde com IVA a 23% desde o início do ano
As faturas da farmácia com IVA a 23% voltam a ser dedutíveis em IRS. Para isso, terá de indicar no portal e-fatura se tem receita a justificar a compra. Fisco vai recuperar faturas desde janeiro.
Economia cria empregos mal pagos
Entre os 72 400 novos empregos, há 7 900 que pagam menos de 310 euros por mês, abaixo do nível da pobreza.
Banco de Portugal - Recrutamento - Oportunidade de Emprego
TÉCNICO(A) SUPERIOR JURISTA - O Banco de Portugal admite técnico(a) superior para o exercício de funções no Departamento de Supervisão Comportamental.
Comissão para a Igualdade recebeu 170 queixas
A Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE) recebeu 170 queixas em 2013, mais 70 face ao ano anterior, uma subida justificada com o aumento das reclamações relativas ao setor público, que ultrapassou as 60.
Depois do corte, juízes e magistrados pedem diálogo ao novo governo
O Presidente da República e a Ministra da Justiça discursam na cerimónia que abre o ano judicial. Funcionários judiciais dizem que rapidamente ninguém se vai lembrar do que foi dito.
Novo sistema para cartas de condução em vigor para a semana
O presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes, João Carvalho, disse, esta quarta-feira, que o novo sistema para revalidação de cartas de condução entrará em "velocidade de cruzeiro" na próx
Penhoras de certificados de aforro serão feitas em tempo recorde
Agentes de execução vão ter acesso directo a informação do IGCP.
Justiça de verão. Famosas férias de dois meses são um mito
Férias judiciais: 16 de julho a 31 de agosto. Um mês e meio em que tudo para. Mas será que é mesmo assim? Não. O i conta-lhe tudo o que se passa nos bastidores dos tribunais portugueses neste período do ano.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro