facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

ASAE cruza dados para apanhar alojamentos ilegais

Inspetores da ASAE estão desde o início de julho a varrer plataformas de alojamento como o Airbnb ou Booking. Associação estima que 20% dos espaços estejam ilegais.

predio habitacao

Noticia completa aqui.

in Diário de Noticias | 21-07-2017

 

Também com interesse
Deco alerta para «prática illegal» de seguradoras na comprovação de intempéries
A associação de defesa dos consumidores Deco alerta para a eventual prática ilegal de seguradoras que exigem comprovação de intempéries "amplamente divulgadas" para ativação de seguros multirrisco-habitação.
SOS. Famílias endividadas vão ter mais apoios para não perderem bens
Solução passa por uma negociação judicial em que a maioria dos credores aceita as condições negociadas com os devedores. O acordo é homologado por um juiz de primeira instância.
 Cavaco já deu luz verde a pagamento em duodécimos
O diploma terá agora de ser publicado em Diário da República. Trabalhadores têm cinco dias para pedir outra forma de pagamento.
Governo quer protecção de crianças mais controlada pelo Ministério Público
Propostas do Governo passam por novas regras para a adopção: processos não devem durar mais de 12 meses e adoptados têm direito a conhecer as suas origens.
Parlamento aprova fim do abate de cães e gatos abandonados em 2018
Os deputados aprovaram por unanimidade o fim do abate de animais abandonados nos canis e gatis municipais. Todos os centros de recolha de animais têm um ano para passar a esterilizar os animais abandonados. O abate só será proib
Ministra da Justiça acusa deputados de atrasar processo legislativo
A ministra da Justiça admitiu hoje no Parlamento que nunca lhe "passou pela cabeça que o processo legislativo fosse levar sete meses".
CMVM passará a ter acesso a registo criminal de gestores
A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) deu luz verde à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) para aceder a dados pessoais que lhe permitirão avaliar a idoneidade, experiência profissional e independência dos responsávei
Funcionários públicos vão poder rejeitar pagamento em duodécimos
O subsídio de Natal vai continuar a ser pago aos funcionários públicos, durante este ano, em duodécimos, mas o Governo deixa uma porta aberta à possibilidade de aplicar à função pública

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro