facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Denúncias contra serviços financeiros ilegais estão a subir

Banco de Portugal entregou no ano passado 15 comunicações ao Ministério Público contra 88 pessoas e entidades por atividade financeira ilegal. Número tem vindo a subir, diz o jornal Público.

banco portugal

Noticia completa aqui.

in Observador | 08-08-2017

 

Também com interesse
Cavaco Silva concedeu três indultos e negou 90
O Presidente da República, Cavaco Silva, concedeu hoje três indultos, dois de penas de prisão e um de pena de expulsão, tendo apreciado 93 pedidos.
Alguns funcionários públicos mantêm 25 dias de férias
A Direção-Geral da Administração e do Emprego Público determina que a alteração deve ter efeitos já este ano.
Erro no sistema do Fisco impede validação de facturas
O portal e-fatura já não está a aceitar a validação de facturas, apesar de o prazo-limite só terminar no final desta segunda-feira. O Ministério das Finanças confirma que existe um erro que es
Advogados pedem suspensão de prazos dos processos judiciais
Os advogados pedem à ministra da Justiça que, através de um decreto-lei, suspenda os prazos dos processos judiciais até que o sistema informático e os tribunais estejam a funcionar em pleno. Só assim, dizem, se evitará que haja prescrições e
IRS chega a cortar mais de 60% do subsídio de férias
O subsídio de férias que será pago em Novembro aos funcionários públicos e aos pensionistas chega a levar cortes superiores a 60% face aos acertos relativos às taxas de retenção na fonte de IRS, segundo as simulações da PricewaterhouseCoope
Magistratura abre inquérito a prescrição de contraordenações no caso BCP
O Conselho Superior de Magistratura (CSM) decidiu hoje abrir um inquérito ao processo de prescrição de nove contraordenações imputadas pelo Banco de Portugal a Jardim Gonçalves, fundador daquela instituição bancária.
 Senhorios acusados de proporem aumentos ilegais
Esta situação está a penalizar, principalmente, os inquilinos mais idosos. A Associação de Inquilinos Lisbonenses acusa centenas de proprietários de proporem uma subida do valor de renda de forma ilegal. Em causa está a não apresentaç
 Supremo confirma condenação ao Santander Totta por causa de contrato
O Supremo Tribunal de Justiça confirmou o acordão que havia condenado o Santander Totta a pagar 2,2 milhões de euros a uma empresa de Lousada, com a qual celebrou um contrato "swap" considerado nulo.

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro