facebookrssyoutubetwitter

INFOJUS

LEGISLAÇÃO

ÚTIL

Noticias

Inquilinos querem mudar lei das rendas

renda casaRedução do valor máximo da renda e entrada em vigor imediata de um subsídio de apoio aos mais carenciados são algumas das propostas.

Os inquilinos querem alterar a lei das rendas de forma a fasear o aumento das rendas.

Entre as propostas apresentadas hoje em conferência de imprensa está, por exemplo uma norma que estabelece que a renda tenha como limite máximo 1/25 do valor patrimonial tributário (VPT), o que equivale a 4% do valor do imóvel.

A actual lei prevê que o limite para o cálculo da renda é de 1/15 do VT, o que equivale a 6,7%.

Além disso, os inquilinos querem que o estado de conservação das habitações e as obras feitas pelos arrendatários devem ser tidos em consideração no cálculo do valor da renda.

Outra das sugestões refere-se à implementação de um subsídio de renda imediato para os inquilinos economicamente carenciados. Este subsídio, segundo sugerem, seria financiado pelos aumentos do IRS, do IRC e do IMI. Ao nível fiscal é também proposto que o IMI deva ser reduzido para metade noas casas arrendadas.

No arrendamento comercial, propõe-se que seja criado um período transitório de cinco anos escalonado com base no valor do balanço ou no volume de negócios e um período transitório de dez anos para micro-empresas.

Estas e outras propostas são o resultado de várias associações, entre as quais, a Associação de Inquilinos Lisbonenses (AIL), a Associação dos Inquilinos do Norte de Portugal, da União de Associações do Comércio e Serviços, entre outras.

As sugestões vão ser discutidas e afinadas nos próximos dias para depois serem pedidas audiências ao Presidente da República, primeiro-ministro e Governo e partidos políticos.

Recorde-se que a AIL tem defendido a revogação da lei das rendas.

in Económico | 23-04-2013 | Paula Cravina de Sousa

Também com interesse
Criadas novas categorias de crimes
Furto de animais, furto de combustível e até furto de máquinas agrícolas. Estes são três dos oito crimes que vão passar a ser contabilizados de forma autónoma pelas forças de segurança e divulgados já no próximo relatório de segurança i
Cadastro de condutor? Há um portal que lhe vai dizer tudo
Esta nova plataforma deverá ficar disponível ainda este mês e só o condutor terá acesso às suas contraordenações.
Regime jurídico de estruturação fundiária em vigor na segunda-feira
O novo regime jurídico de estruturação fundiária vai entrar em vigor na segunda-feira e reforçar o papel das câmaras municipais no ordenamento do território, sobretudo as que têm áreas maio
 Justiça acelera aprovação de grandes planos de investimento
Novo código está pronto e prevê a redução de burocracias para a atribuição de licenças e sanções à inércia da Função Pública. Advogados dizem que vai ajudar ao investimento.
Ver o perfil de um candidato nas redes sociais? Vai ser crime
Empregadores que usem o Facebook, Twitter e outras redes sociais para aceder ao perfil dos candidatos podem vir a violar as leis europeias.
Fisco coloca 500 inspectores no terreno para verificar descida do IVA na restauração
A Autoridade Tributária iniciou em 15 de Julho a operação "Acção Menu", colocando 500 inspectores no terreno para verificar se as novas taxas de IVA no sector da restauração estão a ser aplica
Serviços públicos preparam integração de todos os trabalhadores na tabela salarial única
Nas próximas semanas, os serviços e organismos públicos têm de enviar ao secretário de Estado da Administração Pública a lista de trabalhadores de carreiras não revistas e subsistentes que serão integrados na tabela remuneratória única (T
Capital social mínimo das instituições de crédito alterado amanhã
O capital social mínimo exigido às sociedades de investimento, de locação financeira, financeiras de crédito e caixas económicas é alterado a partir de sexta-feira, baixando para algumas delas, segundo

collex debates discursos lexpoint vida economicaupt parceiro